• Entre em contato conosco
  • Av. Procópio Rola, 1391, Jesus de Nazaré, Macapá-AP, 689000-081 - Fonte (96) 3223-8359

Notícias

A VIDA EM PRIMEIRO LUGAR!


Compartilhe:

Artigo de Luiz Coutinho - presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia - CAAB, publicado em 29/04/2020 no Jornal A Tarde, da Bahia

Fomos atingidos em cheio por uma crise global de ordem sanitária que impactou diretamente o nosso comportamento, os nossos hábitos, a nossa relação com o outro. A pandemia da Covid-19 não fez distinção entre classe social, etnia, gênero ou nacionalidade. Estamos diante de um inimigo invisível e comum a todos nós, seres humanos.

Precisamos refletir sobre esse momento. Da crise, tiramos lições valiosas. Mas fica a pergunta: o que essa crise veio nos ensinar? Talvez, a pandemia nos mostrou o que é realmente essencial.

A primeira lição é óbvia: nenhum bem é mais valioso do que a vida. Recentemente, a OAB, em conjunto com outras entidades, assinou um manifesto em defesa das medidas adotadas contra a propagação do novo coronavírus, lançando um pacto pela vida no Brasil.

Estamos num momento em que a união em todas as esferas sociais é crucial para superarmos a pandemia. Não podemos sucumbir a discursos que acabam por colocar o fator econômico acima da vida humana. É papel da OAB também representar os interesses da sociedade civil, e sob a gestão em nível nacional do presidente Felipe Santa Cruz, e em âmbito estadual, do presidente Fabrício Castro, vemos a entidade desempenhar essa função com muito apuro.

Da parte que cabe a nós, na Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia, buscamos cumprir nosso papel de apoio incondicional à advocacia. Entre as medidas adotadas, levamos um amparo por meio do auxílio pecuniário a advogados que tenham sido infectados pela Covid-19 e, com isso, ficaram impedidos de exercer sua atividade.

Lançamos ainda uma plataforma online totalmente gratuita em que especialistas na área da saúde estão à disposição da classe para esclarecer dúvidas. Também oferecemos um auxílio alimentação para os profissionais que estão em vulnerabilidade financeira neste momento.

Uma crise dessa proporção exige de nós serenidade. Sabemos que haverá impactos posteriores, mas precisamos viver um dia de cada vez, para que possamos completar a travessia.

Vemos uma força-tarefa importante, principalmente dos governos municipais e estaduais, adotando medidas acertadas para evitar uma tragédia ainda maior. Um dos papéis do poder público é buscar manter a segurança do cidadão.  O manifesto supracitado reforça que o momento exige de “todos, especialmente de governantes e representantes do povo, o exercício de uma cidadania guiada pelos princípios da solidariedade e da dignidade humana, assentada no diálogo maduro”.

Vamos seguir, dia após dia, semana após semana, com a certeza de que, muito em breve, tudo vai passar. Enquanto isso, precisamos cuidar de nós e cuidar do próximo, mantendo o distanciamento social, pelo bem coletivo, protegendo a vida acima de tudo.

 



Deixe seu Comentário